c. Brejas | Alan Corrêa
ATENÇÃO: Esta é uma página gerada automaticamente com base na sua pesquisa. Este site não disponibiliza links para downloads ilegais ou piratas.

brejas

Cerveja Sol, um sabor mexicano que combina com o verão
Cerveja Sol, um sabor mexicano que combina com o verão

Cerveja Sol, um sabor mexicano que combina com o verão

Espíritu Libre. A breja que é produzida no Brasil pela Heineken em Araraquara, foi originalmente desenvolvida pela empresa Cervecería Cuauhtémoc-Moctezuma, na cidade de Monterrey em 1899, e conserva a mesma receita até hoje.

Kaiser Radler: quando a Kaiser jogou limão na sua cerveja

Kaiser Radler: quando a Kaiser jogou limão na sua cerveja

Tentando descobrir a Kaiser sem preconceitos, esta semana comprei a nova Kaiser Radler, uma bebida que mistura cerveja com suco natural de limão. De origem alemã, a receita Radler surgiu na região da Baviera, em 1922. Franz Xaver Kugler, que na época era o dono do conceituado pub Kugler-Alm, situado no final de uma pista de ciclismo, recebeu milhares de esportistas sedentos para se refrescarem. Para atender às necessidades dos seus clientes, ele teve a ideia de combinar cerveja com suco natural de limão, batizando a receita de “Radler” (que significa ciclista em alemão), em homenagem aos seus primeiros consumidores.

Minha opinião sobre a Cerveja Desperados

Minha opinião sobre a Cerveja Desperados

Desperados, uma cerveja com sabor de tequila e limão. Produzida originalmente pela cervejaria francesa Fischer, a Desperados chegou no Brasil pela Heineken. Uma breja cor de ouro, com sabor de tequila e limão, esta cerveja lager encorpada, me fez salivar só com o seu cheiro. O gosto apesar de meio artificial e doce, me agradou bastante.

Cerveja Coruja de 1 litro é viva demais

Cerveja Coruja de 1 litro é viva demais

Segundo a fabricante, esta é uma cerveja artesanal não-pasteurizada,feita com lúpulo, fermento, água e três vezes mais malte de cevada, garantindo um sabor inigualável.

A versão extrema da Skol Beats

A versão extrema da Skol Beats

Sou daqueles que quando vai em um churras e vê que estão servindo Skol em vez de uma porcaria qualquer já fica feliz, mas confesso que não esperava muito da Skol Beats Extreme.

Sou daqueles que quando vai em um churras e vê que estão servindo Skol em vez de uma porcaria qualquer já fica feliz, mas confesso que não esperava muito da Skol Beats Extreme. Esta breja promete ser boa para noites extremas, com seu sabor marcante e teor alcoólico de 6,9%, foi lançada no Skol Sensation 2013. Abri ela sem esperar grande coisa e me surpreendi logo pelo aroma, bem forte e maltado, espalhou bem pelo ambiente, me deixando com vontade de prová-la. Dourada, translúcida, com um creme médio e duradouro, a Skol Beats Extreme tem um sabor leve e muito gostoso, da pra emendar várias até porque ela é bem barata. Acho que vou até tomar mais uma :) [caption id="attachment_425" align="aligncenter" width="800"] Skol Beats Extreme[/caption] Cervejaria: AmBev Grupo: Anheuser-InBev Estilo: Malt Liquor Álcool (%): 6.9% ABV Ingredientes: Água, Malte, Cereais Não Malteados, Carboidratos e Lúpulo. Antioxidante INS 316, Estabilizante INS 405. Contém Gluten. Temperatura: 0-4 °C Copo ideal: Lager (Chope)